Publicidade

Aneel mantém bandeira tarifária verde em maio: consumidores não terão custo extra na conta de luz

Decisão da agência se baseia em condições favoráveis de geração de energia no país

29/04/2024 às 08h48
Por: Portal Click83 Fonte: Com informações da Agência Brasil
Compartilhe:
- Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
- Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira (26) que a bandeira tarifária para o mês de maio permanecerá verde. Essa decisão indica que os consumidores não terão custo extra nas contas de luz durante o próximo mês.

Continua após a publicidade
Anúncio

De acordo com a Aneel, essa medida é possível graças às condições favoráveis de geração de energia elétrica no país. A expectativa é que a bandeira tarifária permaneça verde até o final do ano. Esta é a vigésima quinta vez consecutiva que o Brasil adota a bandeira verde, após o término da escassez hídrica que durou de setembro de 2021 até meados de abril de 2022.

As bandeiras tarifárias, criadas em 2015 pela Aneel, têm o objetivo de refletir os custos variáveis da geração de energia elétrica. Divididas em diferentes níveis, elas indicam o custo para o Sistema Interligado Nacional gerar a energia utilizada em residências, comércios e indústrias.

Continua após a publicidade

Quando a bandeira aplicada é a verde, não há acréscimo na conta de luz. Por outro lado, as bandeiras vermelha ou amarela implicam em custos adicionais a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Em março, a Aneel aprovou uma redução nos valores das bandeiras devido ao cenário favorável no setor energético. Essa medida foi possível devido ao panorama hidrológico favorável, à abundância de energia renovável no país e às quedas nos preços dos combustíveis fósseis no mercado internacional.

A redução nos valores foi significativa: para a bandeira amarela, houve uma diminuição de quase 37%, passando de R$ 2,989/kWh para R$ 1,885/kWh. Já para a bandeira vermelha, patamar 1, a redução foi de 31,3%, caindo de R$ 6,50/kWh para R$ 4,463/kWh, e no patamar 2, a queda foi de quase 20%, de R$ 9,795/kWh para R$ 7,877/kWh.

Continua após a publicidade

Com a manutenção da bandeira verde em maio, os consumidores podem contar com uma conta de luz sem custos adicionais, beneficiando o bolso de milhões de brasileiros.

Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,40 -0,40%
Euro
R$ 5,80 -0,30%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,59%
Bitcoin
R$ 371,566,64 -2,46%
Ibovespa
119,816,18 pts 0.57%
Lenium - Criar site de notícias