Publicidade

Brasil registra 1.601 mortes confirmadas por dengue em 2024, com aumento expressivo em comparação a 2023

Distrito Federal lidera em casos prováveis da doença, enquanto letalidade apresenta leve redução

20/04/2024 às 21h10
Por: Portal Click83 Fonte: Com informações da Agência Brasil
Compartilhe:
- Foto: Reprodução/Arquivo/Agência Brasil
- Foto: Reprodução/Arquivo/Agência Brasil

O Brasil enfrenta um aumento significativo no número de mortes confirmadas por dengue em 2024, alcançando a marca de 1.601 óbitos, de acordo com dados atualizados pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira (19). Além disso, outras duas mil mortes estão sob investigação, o que totaliza 3,6 mil mortes confirmadas ou suspeitas até o momento. Esse número representa um aumento de 35% em relação ao ano anterior, quando 1.179 brasileiros perderam a vida para a doença.

Continua após a publicidade
Anúncio

Uma diferença ainda mais expressiva é observada nos casos em investigação, que aumentaram em 1.707% em comparação a 2023, totalizando apenas 114 ocorrências no ano anterior. Em relação aos casos prováveis da doença, os números também são alarmantes, chegando a 3,535 milhões em 2024, um aumento de 114% em relação aos 1,649 milhão registrados em 2023. O coeficiente de incidência de casos por 100 mil habitantes também cresceu substancialmente, passando de 773 em 2023 para 1.741 casos prováveis para cada 100 mil brasileiros em 2024.

O perfil das vítimas mostra que as mulheres são as mais afetadas pela doença, representando 55% das ocorrências prováveis, contra 44% de pessoas do sexo masculino. Além disso, a faixa etária mais atingida é dos 20 aos 29 anos, com 358 mil mulheres e 299 mil homens nessa faixa etária atingidos pela dengue.

Continua após a publicidade

Apesar do aumento expressivo no número de casos e óbitos, há uma leve redução na letalidade da doença em relação ao total de casos. Em 2023, a letalidade era de 4,83% em casos graves, enquanto em 2024 esse índice caiu para 4,35%. Além disso, a letalidade dos casos prováveis passou de 0,07% para 0,05% no mesmo período.

Quanto à distribuição geográfica dos casos, o Distrito Federal destaca-se como a unidade da federação com a situação mais grave da doença, apresentando um coeficiente de incidência de 7,9 mil casos prováveis por 100 mil habitantes. Em seguida, estão Minas Gerais (5,3 mil), Paraná (3,0 mil), Espírito Santo (2,9 mil), Goiás (2,5 mil), Santa Catarina (2,0 mil), São Paulo (1,8 mil) e Rio de Janeiro (1,3 mil).

Por outro lado, estados como Roraima, Ceará, Maranhão, Sergipe e Alagoas registram os menores índices de incidência da doença, com números que variam de 36 a 152 casos prováveis por 100 mil habitantes, evidenciando uma disparidade significativa entre as regiões do país.

Continua após a publicidade

Prevenção

  1. Elimine locais de reprodução do mosquito: Evite o acúmulo de água parada em recipientes como vasos de plantas, pneus velhos, garrafas, caixas d'água mal vedadas, entre outros.
  2. Mantenha caixas d'água, piscinas e outros reservatórios de água limpos e devidamente tampados.
  3. Limpe regularmente as calhas e ralos, removendo folhas e detritos que possam obstruí-los e acumular água.
  4. Use telas de proteção em janelas e portas para impedir a entrada do mosquito dentro de casa.
  5. Utilize repelentes corporais e inseticidas em ambientes fechados, especialmente durante o amanhecer e entardecer, períodos de maior atividade do mosquito.
  6. Use roupas compridas e claras, que cubram a maior parte do corpo, principalmente durante os períodos de maior atividade do mosquito.
  7. Instale mosquiteiros em volta das camas, principalmente para proteger crianças pequenas e pessoas acamadas.
  8. Evite o acúmulo de lixo e entulho próximo à sua residência, pois podem se tornar locais propícios para a proliferação do mosquito.
  9. Esteja atento aos sintomas da dengue, como febre alta, dor de cabeça intensa, dores musculares e articulares, além de manchas vermelhas na pele, e procure atendimento médico imediatamente em caso de suspeita da doença.
  10. Mantenha-se informado sobre as medidas de controle da dengue implementadas pelas autoridades locais e siga as orientações fornecidas para evitar a propagação da doença em sua comunidade.
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,40 -0,34%
Euro
R$ 5,81 -0,25%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,61%
Bitcoin
R$ 368,969,89 -3,20%
Ibovespa
119,644,64 pts 0.43%
Lenium - Criar site de notícias