Publicidade

Nova cesta básica prioriza alimentos in natura e regionais para combater problemas de saúde

Governo anuncia lista diversificada visando redução do consumo de ultraprocessados.

07/03/2024 às 17h43
Por: Portal Click83 Fonte: Click83 com informações da Agência Brasil
Compartilhe:
- Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil
- Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

O governo federal divulgou, nesta quinta-feira (7), a composição da nova cesta básica, marcando uma mudança significativa para promover hábitos alimentares mais saudáveis. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou um decreto na última terça-feira (5), estabelecendo uma cesta básica com maior presença de alimentos in natura e regionais, e menos produtos processados.

Continua após a publicidade
Anúncio

A iniciativa visa evitar o consumo excessivo de alimentos ultraprocessados, associados a problemas de saúde como doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, hipertensão e diversos tipos de câncer, conforme destaca uma nota do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, responsável pela elaboração da lista.

A nova cesta básica abrangerá alimentos divididos em dez grupos diferentes, representando uma abordagem mais abrangente e equilibrada para atender às necessidades nutricionais da população. Entre os grupos destacados estão feijões (leguminosas), cereais, raízes e tubérculos, legumes e verduras, frutas, castanhas e nozes (oleaginosas), carnes e ovos, leites e queijos, açúcares, sal, óleo e gorduras, além de café, chá, mate e especiarias.

Continua após a publicidade

Composição da nova cesta básica:

Feijões (Leguminosas): A lista inclui uma variedade de feijões, como preto, branco, roxo, mulatinho, verde, carioca, fradinho, rajado, manteiga, jalo, de-corda, andú, entre outros. Também contempla ervilha, lentilha, grão-de-bico, fava, guandu, e orelha-de-padre.

Cereais: Engloba arroz (branco, integral ou parboilizado), milho, trigo, aveia, e suas respectivas farinhas e derivados, além de pães feitos com essas farinhas.

Continua após a publicidade

Raízes e Tubérculos: Inclui batatas, inhame, mandioca, cará, entre outros, tanto in natura quanto preparações derivadas, como farinhas.

Legumes e Verduras: Oferece uma ampla variedade, desde abóbora e abobrinha até tomate, vagem, e outros, podendo ser in natura, refrigerados, congelados ou preservados.

Frutas: Compreende frutas frescas ou secas, como abacaxi, banana, abiu, caju, e uma diversidade que visa atender diferentes paladares.

Castanhas e Nozes (Oleaginosas): Incluem amendoim, castanha-de-caju, castanha-do-brasil, entre outras, sem adição de sal ou açúcar.

Carnes e Ovos: Carnes de diversas origens, pescados, ovos e conservas como sardinha e atum.

Leites e Queijos: Variedade de leites e queijos, com ênfase em produtos naturais, sem aditivos que alterem as características sensoriais.

Açúcares, Sal, Óleos e Gorduras: Inclui óleos vegetais, azeite, manteiga, açúcares de diferentes tipos e sal de cozinha.

Café, Chá, Mate e Especiarias: Abrange café, chá, erva mate, pimenta, canela, gengibre, entre outros.

De acordo com a Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Penssan), em 2022, mais de 33 milhões de brasileiros enfrentavam a fome, e mais de 125 milhões não tinham acesso regular à alimentação adequada.

Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,41 -0,30%
Euro
R$ 5,81 -0,23%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,58%
Bitcoin
R$ 370,871,86 -2,73%
Ibovespa
119,719,04 pts 0.49%
Lenium - Criar site de notícias