Publicidade

Aneel mantém bandeira verde e consumidores não terão custo extra nas contas de luz em janeiro de 2024

Condições favoráveis de geração de energia garantem 21 meses consecutivos sem acréscimos nas tarifas elétricas

29/12/2023 às 21h01 Atualizada em 29/12/2023 às 21h07
Por: Portal Click83 Fonte: Click83 com informações da Agência Brasil
Compartilhe:
- Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
- Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira que a bandeira tarifária para o mês de janeiro de 2024 será verde, proporcionando aos consumidores brasileiros a continuidade da isenção de custos extras nas contas de luz. A decisão reflete as condições favoráveis de geração de energia que o país tem desfrutado, mantendo a bandeira verde por um período de 21 meses consecutivos desde o término da escassez hídrica em abril de 2022.

Continua após a publicidade
Anúncio

Criadas em 2015 pela Aneel, as bandeiras tarifárias têm como objetivo refletir os custos variáveis da geração de energia elétrica. O sistema é dividido em três níveis - verde, amarelo e vermelho - indicando o custo para o Sistema Interligado Nacional (SIN) gerar a energia consumida em residências, estabelecimentos comerciais e indústrias.

Quando a bandeira verde está em vigor, não há acréscimo na conta de luz. Por outro lado, as bandeiras amarela e vermelha implicam em acréscimos que variam de R$ 2,989 a R$ 9,795 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Durante o período de escassez hídrica, que durou de setembro de 2021 a abril de 2022, os consumidores chegaram a pagar R$ 14,20 extras a cada 100 kWh.

Continua após a publicidade

O Sistema Interligado Nacional é composto por quatro subsistemas: Sudeste/Centro-Oeste, Sul, Nordeste e Norte, abrangendo praticamente todo o país. Atualmente, existem 212 localidades isoladas do SIN, onde o consumo é baixo e representa menos de 1% da carga total do país. Nessas regiões, a demanda por energia é suprida principalmente por térmicas a óleo diesel.

Com a manutenção da bandeira verde, os consumidores podem continuar desfrutando da estabilidade nas tarifas de energia elétrica no início do próximo ano, refletindo a eficiência e equilíbrio nas condições de geração de energia no Brasil.

Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,40 -0,40%
Euro
R$ 5,80 -0,30%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,59%
Bitcoin
R$ 371,566,64 -2,46%
Ibovespa
119,816,18 pts 0.57%
Lenium - Criar site de notícias