Domingo, 23 de Janeiro de 2022
27°

Poucas nuvens

Uiraúna - PB

Dólar
R$ 5,45
Euro
R$ 6,18
Peso Arg.
R$ 0,05
Mais notícias Justiça

Ministro do STF prorroga inquérito sobre suposta interferência na PF

Decisão foi do ministro Alexandre de Moraes

07/01/2022 às 18h19
Por: Portal Click83 Fonte: Agência Brasil - Brasília
Compartilhe:
- Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
- Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes prorrogou por mais 90 dias o inquérito que apura a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF) e o crime de denunciação caluniosa por parte do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro.

“Considerando a necessidade de prosseguimento das investigações e a existência de diligências em andamento, nos termos previstos no artigo 10 do Código de Processo Penal, prorrogo por mais 90 dias, a partir do encerramento do prazo final anterior (27 de janeiro de 2022), o presente inquérito”, decidiu o ministro. 

A abertura do inquérito sobre a suposta interferência na PF foi autorizada em abril de 2020, a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

LEIA TAMBÉM:

>> Demanda por testes de farmácia de covid-19 tem aumento expressivo

>> Prefeito Aldo Andrade empossada nova secretaria de Assistência Social em Bernardino Batista

>> Lei que altera regras para ônibus interestaduais é sancionada

O objetivo é apurar declarações do ex-juiz Sergio Moro, que ao se demitir do cargo de ministro da Justiça, naquele ano, acusou o presidente de tentar interferir na PF por meio da troca do diretor-geral da instituição. 

Desde que o ex-juiz fez as acusações, o presidente Jair Bolsonaro tem afirmado que não interferiu na PF e que são “levianas todas as afirmações em sentido contrário”.

Edição: Aline Leal

Ele1 - Criar site de notícias